Pular para o conteúdo principal

5 lugares assustadoramente mortais dos quais você nunca ouviu falar - Mundo Bizarro - Site de Curiosidades

5 lugares assustadoramente mortais dos quais você nunca ouviu falar

Existem muitas coisas incríveis neste mundo. Basta pensar nas pirâmides, nos sítios arqueológicos, nas descobertas históricas e inexplicáveis de antigas civilizações e muito mais para compreender que o planeta Terra está cheio de lugares estranhos e, ao mesmo tempo, fascinantes. Alguns desses lugares são tão distantes de nossa realidade que sequer ouvimos falar sobre eles na escola.

Na verdade, alguns destes lugares são tão exóticos que estão chamando a atenção de diversos cientistas. Confira uma lista com os 5 lugares mais assustadoramente mortais do nosso planeta!

1 – O incêndio na Austrália que está queimando por 6.000 anos


Fogo de 6 mil anos, Mount Wingen

Na Austrália, um incêndio de carvão está queimando há 6.000 anos, o fogo começou muito antes de o continente ser descoberto pelos europeus. Ninguém tem certeza do que causou o fogo em Mount Wingen, no estado de Nova Gales do Sul. Mas de acordo com as histórias do povo tradicional de Wanaruah, o incêndio tem sido usado por grupos aborígines por milhares de anos para aquecimento, culinária e para ajudar a fazer ferramentas.


2 – O misterioso rio fervente da Amazônia


O misterioso rio fervente da Amazônia

Se você já se arrependeu de entrar em um banho ligeiramente quente, você provavelmente ficaria chocado em saber que há um rio escondido no fundo da Amazônia que é tão quente que pode realmente queimar a pele, a temperatura média do rio fica pouco abaixo do ponto de ebulição. Depois de anos de pesquisa, o cientista peruano Andrés Ruzo descobriu que as águas termais são resultado de falhas geográficas.


3 – A lava ativa do Havaí


vulcão Kilauea do Havaí

O Havaí é bem conhecido por suas paisagens e atividades vulcânicas. Mas uma cena específica chama a atenção: a grossa camada de lava que é despejada no Oceano Pacífico. As falésias perto do vulcão Kilauea do Havaí entraram em colapso, revelando um fluxo contínuo de rocha fundida que se estendia por até 2 metros. Desde 17 de dezembro de 2017, o vulcão Kilauea continua a entrar em erupção.


4 – A perigosa árvore no Caribe


árvore manchineel (Hippomane mancinella)

Existe uma árvore no Caribe sob a qual ninguém pode ficar embaixo quando chove. A árvore fica na Ilha de Tobago, um paraíso tropical repleto de praias desertas.

Em 1999, o radiologista Nicola Strickland passou um feriado na região e encontrou uma fruta verde e cheirosa. Ele e uma amiga morderam a fruta e foram dominados por uma sensação de ardor muito forte na garganta, como se tivessem comido pimenta.

De acordo com o Guinness World Records, esta árvore, chamada de árvore manchineel (Hippomane mancinella), é de fato a mais perigosa do mundo. Uma das toxinas da árvore, conhecida como Phorbol, é altamente solúvel em água. Então, ninguém pode ficar parado debaixo da espécie quando chove, pois pode ser gravemente queimado pela substância.


Veja também:
Os 15 lugares mais aterrorizantes para ficar sozinho

16 lugares que você nunca viu

Quais os lugares mais mórbidos do mundo?

Os 10 lugares mais perigosos do mundo para nadar

Quais os lugares do mundo mais perigosos de se viver?


5 – A árvore selvagem e matadora de pássaros


A árvore selvagem e matadora de pássaros

Na Ilha Cousin, região das Ilhas Seychelles, há uma espécie de árvore conhecida como Pisonia grandis. Apesar de ser fotossintetizada como qualquer outra planta, sua peculiaridade é que ela mata pássaros. O pesquisador Mike McRae explicou que a espécie tem um tipo de cola em seus galhos e que quando os pássaros pousam em uma árvore, eles não conseguem mais se desgrudar e voar.








5 lugares assustadoramente mortais dos quais você nunca ouviu falar - Mundo Bizarro - Site de Curiosidades:



'via Blog this'

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe do que é feito e como é feito o chiclete?

É claro que você já mascou chiclete principalmente quando era criança! Mas você sabe de onde é feito chiclete? Como é feito?







    Eu, já ouvi pessoas dizendo que o chiclete vem do couro do boi...mas é claro que não é feito assim, pelo menos não hoje em dia!







      O chiclete não é uma coisa tão nova assim, antigamente, a um tempo que até hoje não se estima, os povos gregos tinham o costume de mascar resina de arvores, os mesmos usavam para estimular a salivação e assim limpar os dentes! Antes da colonização, no continente americano, a colonização europeia tinha o costume também, porém mascavam o látex do sapotizeiro, e era usada pelos Maias e Astecas e outras civilizações, e os mesmos davam o nome de Chicle.









       O chiclete que nós conhecemos hoje, surgiu no ano de 1872, quando Thomas Adams, fabricou o primeiro lote de chicletes em formato de bolas, porém estes não eram feitos de sapotizeiro, e sim aromatizado com resinas naturais do extrato de alcaçuz.

Os seis pratos mais sádicos de todo o Mundo

A maioria de nós ama um bom e suculento bife ou um belo frango assado né? E não é nenhum segredo que a vida de um animal indo para o matadouro não é de sorrisos e canções felizes. Isso é fato.

Mas vai que você se depara com uma comida que requer que o animal não esteja morto, mas que seja torturado de uma maneira terrível e diabólica bem no seu prato. Abaixo estão os exemplos que provam que, para alguns, a crueldade pode ser deliciosa.

ATENÇÃO: Algumas imagens perturbadoras, particularmente em # 1.

# 6.Ikizukuri

Origem:Japão
O que há de tão ruim nisso?Imagine que você está no Japão. Você quer aproveitar a viajem e experimentar a cozinha japonesa autêntica. Aviso: Esta pá de madeira com a imagem da Hello Kitty, não tem nada a ver com esta matéria. Ignore-a.



Você vai a um restaurante de sushi, e na hora do pedido, a primeira coisa que soar apetitoso é o que você vai pedir. Logo você vê uma confusão de sílabas japonesas que parece ser deliciosa: "Ikizukuri". Você pede. E só então, um…

Menino que morava na casa assombrada em Amityville quebra o silêncio de 37anos

Primeiro foi a praga das moscas, depois havia os pontos frios em salas e corredores, os cheiros estranhos de perfume ou de excrementos e os sons de solavancos durante a noite e outros distúrbios muito mais aterrorizantes: objetos que voaram pela sala, paredes escorrendo lodo verde, o crucifixo que virou de cabeça para baixo na parede, o quarto vermelho escondido no porão e – quem pode esquecer – os olhos brilhantes demoníacos de um porco durante a noite.
Danny Lutz, um menino de dez anos de idade na época, vive agora no Queens, em Nova York, onde ele trabalha como pedreiro e é separado de sua esposa e dois filhos, insiste que ele foi ameaçado por espíritos na casa e que as assombrações arruinaram sua vida e da sua família. Casa do horror: A casa da família que inspirou vários filmes aterrorizantes O seu lado da história teria provavelmente permanecido secreto, mas um amigo contatou um jovem cineasta, Eric Walter, que tinha criado um site dedicado à saga de Amityville, e persuadiu o recl…