Criança morta há quase 100 assusta moradores e turistas

Essa menina morreu em 1920, aos 2 anos. Rosalia Lombardi nasceu em Palermo, no sul da Itália, e perdeu a vida por causa de uma pneumonia. O pai dela, pediu para que o corpo fosse embalsamado. E assim o cadáver da criança ficou durante décadas nas catacumbas. Mas um mistério apavora moradores e turistas que visitam o lugar. Rosalia teria aberto os olhos.
Em 1920, um médico chamado Alfredo Salafaia, especialista em mumificação e estudioso das técnicas usadas para conservar cadáveres de faraós no Egito Antigo, foi chamado para manter o corpo de Rosalia como no dia da morte.
Outros cadáveres são mantidos nas catacumbas da Sicília. Mas, misteriosamente, o de Rosalia (o do meio) permanece como o mais bem conservado.
Por causa desse fenômeno, foi instalados varias câmeras em volta do cadáver, para poder identificar porque os olhos se abrem e fecham.
Para os cientistas, não há dúvida: os flashes da câmera causam o que eles chama de fotodecomposição do corpo. A oscilação de umidade contribui para que olhos de Rosalia fiquem abertos por um tempo.
E também faz com que os cabelos e sobrancelhas dela fiquem mais claros.
cadaver

cadaver.jpg0
cadaver.mumificado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe do que é feito e como é feito o chiclete?

A Verdade Sobre Chris McCandless, “Na Natureza Selvagem”

Os seis pratos mais sádicos de todo o Mundo