Pular para o conteúdo principal

O HAARP brasileiro

HAARP no Brasil
HAARP no Alasca
Saudações galera atormentada. Todos os amigos e amigas em suas andanças pela net já devem ter lido alguma coisa a respeito do H.A.A.R.P. Geralmente essa sigla é citada em textos relacionados com conspirações, onde os autores apresentam teorias que indicam que essa ferramenta estaria por trás de manipulação climática, terremotos, entre outros...Em 2002 o parlamento russo apresentou ao então presidente Vladimir Putin documentos que afirmavam veementemente que os Estados Unidos estariam produzindo um novo aparelho, capaz de interferir em todo o planeta, a partir de pontos isolados.

Versão oficial

Em 1993, começou a funcionar no Alasca (Estados Unidos) o HAARP, um projeto de estudos sobre a ionosfera terrestre. O HAARP, que significa “Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência”, visa a compreender melhor o funcionamento das transmissões de ondas de rádio na faixa da ionosfera, parte superior da atmosfera.

Segundo relatos oficiais, o projeto tem como objetivo principal ampliar o conhecimento obtido até hoje, sobre as propriedades físicas e elétricas da ionosfera terrestre. Com isso, seria possível melhorar o funcionamento de vários sistemas de comunicação e navegação, tanto civis quanto militares (o que gera desconfiança em grande parte dos conhecedores do HAARP).

As conspirações

Há relatos de que o HAARP foi o responsável pelos terremotos do Haiti (01/2010) e Chile(02/2010), onde a manipulação da frequência das placas tectônicas teria causado as catástrofes. O mesmo teria acontecido em outras ocorrências que culminariam com o terremoto/tsunami do Japão (03/2011) e a erupção do vulcão Puyehue em 06/2011. Ainda há quem afirme que o HAARP desvia tempestades para países inimigos dos EUA e também provoca secas dizimadoras no intuito de fazer tais populações curvarem-se á vontade daquela nação.

Mas o mais alarmante aspecto do HAARP é, segundo teorias, a manipulação cerebral. Nosso cérebro funciona basicamente através de ondas e frequências que regulam nosso corpo e nosso pensamento, sendo que a mínima mudança em quaisquer delas pode afetar nosso julgamento. Neste momento podemos estar sendo condicionados a apoiar os EUA em uma IIIGM intencionalmente gerada por eles ou algo do tipo. Tal tese não é fictícia, pois a União Soviética usava o programa DUGA-3 nos anos 1970 para testar a possibilidade de controle mental das massas e teve sucesso ainda que pouco.

HAARP no Brasil
DUGA-3, o complexo de antenas conhecido como "O Muro de Chernobyl"

HAARP no Brasil

No Brasil, não estamos livres do HAARP. Ele está instalado no Maranhão, no Observatório Espacial de São Luiz, e é usado também para 'pesquisar a ionosfera'.

Qualquer bom observador pode ver através das fotos que o complexo de antenas localizado no Brasil se assemelha muito as antenas dos complexos estadunidenses. A finalidade destas antenas espalhadas pelo mundo é classificada como "SECRETA" pelos EUA, que somente revela o que já foi dito milhares de vezes: elas estudam a ionosfera.

HAARP no Brasil
HAARP em São Luiz, Maranhão
O que ocorre em outros lugares próximos ao HAARP também ocorre no Brasil. Há relatos de perturbações nas frequências eletromagnéticas quando a máquina está ligada e muitos dizem que se pode até ouvir o HAARP. Pesquisas feitas durante anos têm comprovado uma relação acurada de aumento de frequências nocivas e datas de uso do complexo. No caso do Brasil, é comprovado pelo próprio INPE o lançamento de raios invisíveis contra a ionosfera no intuito, segundo eles, de melhorar a recepção de sinais UHF e VHF nas regiões equatoriais.

HAARP no Brasil
Localização de todos os HAARP no mundo
Teorias da conspiração afirma que as instalações do HAARP no Brasil está entre os possíveis causadores dos "buracos para o inferno" na Guatemala em 2007 e 2010. Tais buracos apareceram 'do nada' e tinham 100 metros de profundidade. A ocorrência desses buracos foram posteriormente explicados como sendo causados por rios subterrâneos que corroeram o calcário das rochas e abriram as crateras.

O Brasil, que tem seu HAARP no Maranhão, poderia estar sendo atacado também ou mesmo causando perturbações em si mesmo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe do que é feito e como é feito o chiclete?

É claro que você já mascou chiclete principalmente quando era criança! Mas você sabe de onde é feito chiclete? Como é feito?







    Eu, já ouvi pessoas dizendo que o chiclete vem do couro do boi...mas é claro que não é feito assim, pelo menos não hoje em dia!







      O chiclete não é uma coisa tão nova assim, antigamente, a um tempo que até hoje não se estima, os povos gregos tinham o costume de mascar resina de arvores, os mesmos usavam para estimular a salivação e assim limpar os dentes! Antes da colonização, no continente americano, a colonização europeia tinha o costume também, porém mascavam o látex do sapotizeiro, e era usada pelos Maias e Astecas e outras civilizações, e os mesmos davam o nome de Chicle.









       O chiclete que nós conhecemos hoje, surgiu no ano de 1872, quando Thomas Adams, fabricou o primeiro lote de chicletes em formato de bolas, porém estes não eram feitos de sapotizeiro, e sim aromatizado com resinas naturais do extrato de alcaçuz.

Os seis pratos mais sádicos de todo o Mundo

A maioria de nós ama um bom e suculento bife ou um belo frango assado né? E não é nenhum segredo que a vida de um animal indo para o matadouro não é de sorrisos e canções felizes. Isso é fato.

Mas vai que você se depara com uma comida que requer que o animal não esteja morto, mas que seja torturado de uma maneira terrível e diabólica bem no seu prato. Abaixo estão os exemplos que provam que, para alguns, a crueldade pode ser deliciosa.

ATENÇÃO: Algumas imagens perturbadoras, particularmente em # 1.

# 6.Ikizukuri

Origem:Japão
O que há de tão ruim nisso?Imagine que você está no Japão. Você quer aproveitar a viajem e experimentar a cozinha japonesa autêntica. Aviso: Esta pá de madeira com a imagem da Hello Kitty, não tem nada a ver com esta matéria. Ignore-a.



Você vai a um restaurante de sushi, e na hora do pedido, a primeira coisa que soar apetitoso é o que você vai pedir. Logo você vê uma confusão de sílabas japonesas que parece ser deliciosa: "Ikizukuri". Você pede. E só então, um…

A Verdade Sobre Chris McCandless, “Na Natureza Selvagem”

A Verdade Sobre Chris McCandless, Do Filme “Na Natureza Selvagem”
Quem nunca sonhou em jogar tudo pro alto e ir atrás do que se acredita? Quem já se pegou preso na rotina compulsiva do dia-a-dia, e já se questionou se as modernidades não atrapalham mais do que ajudam? Chris McCandless, famoso personagem do filme “Na Natureza Selvagem” (Into the Wild) fez o que muitos sonham e outros criticam. Ele largou tudo que tinha: seu diploma, seu carro, sua família e até sua conta bancária. Foi com uma mala em busca do grande sonho de se chegar ao Alaska. Conheça a pessoa por trás do filme de Sean Penn. Chris sobreviveu do que caçava e colhia no Alaska por mais de 100 dias Chris era um típico americano de classe-média alta, recém-formado e com problemas de relacionamento com os pais. Deixou tudo e saiu numa Odisseia solitária em busca do gélido Alaska, distante da civilização. O sucesso acadêmico de Chris apenas aguçou o vazio que ele percebia no materialismo da sociedade. Tendo realizado seu grand…