Pular para o conteúdo principal

Doença que "derrete a pele" põe cidade brasileira na mira da comunidade médica internacional

A impressão ao primeiro olhar é de que a pele está derretendo e formando enormes bolhas. Isso porque a Xerodermia pigmentosa é uma desordem genética que tira a capacidade do organismo de remover o dano causado pela radiação ultravioleta (UV).
Em Araras, no interior de Goiás, a XP, como é conhecida a doença, afeta boa parte de moradores de uma comunidade agrícola que ganha sua vida com trabalho ao ar livre. “Estamos sempre no sol, trabalhando e plantando, colhendo arroz ou alimentando as vacas. Com o passar do ano meu problema só piorou”, afirma Djalma Antonio Jardim, de 38 anos e vítima da XP. Em parte de seu rosto, que foi retirada em cirurgia, ele utiliza uma prótese laranja em substituição da pele. O caso de Jardim é notado desde a infância: os primeiros sinais da doença apareceram aos nove anos, com pequenas marcas no rosto e não foram tratados. O resultado foi a evolução da doença.
78c79970-d771-11e3-9364-fdf0e565cc51_a72c9470-d530-11e3-b76d-2703f3e1b98f_AP985468024399Além dos problemas com a possibilidade gigante de desenvolvimento de câncer, os pacientes de XP ainda sofrem com a ameaça de outras várias complicações oriundas da doença. De acordo com reportagem da AP, em uma comunidade agrícola 800 pessoas em Araras, 20 delas sofrem de XP. Isso representa um a cada 40 moradores sendo afetado.
Outro problema pelo qual passam os portadores da XP é a falta de um diagnóstico rápido e certeiro. “Muitos médicos diziam que era problema sanguíneo, outros que era um problema de pele mesmo. Mas demoraram muito para diagnosticar corretamente, falando que era uma doença genética”, afirma Jardim.
78a607b0-d771-11e3-ac76-97b6c758c99d_a6ff69f0-d530-11e3-b4e2-7f415556b98a_AP611605034032O fato da doença ser de ordem genética aponta a grande incidência dela em Araras. A cidade foi fundada por algumas poucas famílias, algumas delas com portadores de XP. A pesquisadora Gleice Francisca Machado, que tem um filho de 11 anos que sofre de XP, estudou a história da região e encontrou casos de pessoas afetadas pela doença no local há mais de 100 ano.
Entre os sintomas da XP estão o surgimento de queimaduras após curto tempo no sol e presença de pigmento preto na pele, que também fica excessivamente seca. “O sol é nosso pior inimigo, as pessoas que são afetadas por essa doença deveriam trocar o dia pela noite. Mas infelizmente e não é possível, por conta do trabalho”, disse um jovem que luta para controlar a doença.
xp








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe do que é feito e como é feito o chiclete?

É claro que você já mascou chiclete principalmente quando era criança! Mas você sabe de onde é feito chiclete? Como é feito?







    Eu, já ouvi pessoas dizendo que o chiclete vem do couro do boi...mas é claro que não é feito assim, pelo menos não hoje em dia!







      O chiclete não é uma coisa tão nova assim, antigamente, a um tempo que até hoje não se estima, os povos gregos tinham o costume de mascar resina de arvores, os mesmos usavam para estimular a salivação e assim limpar os dentes! Antes da colonização, no continente americano, a colonização europeia tinha o costume também, porém mascavam o látex do sapotizeiro, e era usada pelos Maias e Astecas e outras civilizações, e os mesmos davam o nome de Chicle.









       O chiclete que nós conhecemos hoje, surgiu no ano de 1872, quando Thomas Adams, fabricou o primeiro lote de chicletes em formato de bolas, porém estes não eram feitos de sapotizeiro, e sim aromatizado com resinas naturais do extrato de alcaçuz.

Os seis pratos mais sádicos de todo o Mundo

A maioria de nós ama um bom e suculento bife ou um belo frango assado né? E não é nenhum segredo que a vida de um animal indo para o matadouro não é de sorrisos e canções felizes. Isso é fato.

Mas vai que você se depara com uma comida que requer que o animal não esteja morto, mas que seja torturado de uma maneira terrível e diabólica bem no seu prato. Abaixo estão os exemplos que provam que, para alguns, a crueldade pode ser deliciosa.

ATENÇÃO: Algumas imagens perturbadoras, particularmente em # 1.

# 6.Ikizukuri

Origem:Japão
O que há de tão ruim nisso?Imagine que você está no Japão. Você quer aproveitar a viajem e experimentar a cozinha japonesa autêntica. Aviso: Esta pá de madeira com a imagem da Hello Kitty, não tem nada a ver com esta matéria. Ignore-a.



Você vai a um restaurante de sushi, e na hora do pedido, a primeira coisa que soar apetitoso é o que você vai pedir. Logo você vê uma confusão de sílabas japonesas que parece ser deliciosa: "Ikizukuri". Você pede. E só então, um…

A Verdade Sobre Chris McCandless, “Na Natureza Selvagem”

A Verdade Sobre Chris McCandless, Do Filme “Na Natureza Selvagem”
Quem nunca sonhou em jogar tudo pro alto e ir atrás do que se acredita? Quem já se pegou preso na rotina compulsiva do dia-a-dia, e já se questionou se as modernidades não atrapalham mais do que ajudam? Chris McCandless, famoso personagem do filme “Na Natureza Selvagem” (Into the Wild) fez o que muitos sonham e outros criticam. Ele largou tudo que tinha: seu diploma, seu carro, sua família e até sua conta bancária. Foi com uma mala em busca do grande sonho de se chegar ao Alaska. Conheça a pessoa por trás do filme de Sean Penn. Chris sobreviveu do que caçava e colhia no Alaska por mais de 100 dias Chris era um típico americano de classe-média alta, recém-formado e com problemas de relacionamento com os pais. Deixou tudo e saiu numa Odisseia solitária em busca do gélido Alaska, distante da civilização. O sucesso acadêmico de Chris apenas aguçou o vazio que ele percebia no materialismo da sociedade. Tendo realizado seu grand…