O enigma sobre as esculturas na Ilha de Páscoa

O enigma sobre as esculturas na Ilha de Páscoa
Situada no Oceano Pacífico e pertencente ao Chile, a Ilha de Páscoa até hoje é considerada um dos lugares mais misteriosos do Planeta Terra.

Desde seu descobrimento em meados do século 17, essa ilha é palco para fenômenos e enigmas inexplicáveis.
Os Moais, ou como os nativos chamavam, "Homens-pássaros", datados do ano de 1300 d.C., talvez sejam as esculturas mais misteriosas já criadas por nossa civilização.


Por que foram feitos?

Comecemos pela pergunta-chave; "Por que foram construídos?".
É nessa parte que poderíamos simplesmente responder como um cético ou ignorante faria, afirmando que eram somente figuras religiosas da tribo que já não mais habita aquela região.
Todavia, devemos manter nossa mente "aberta" na hora de buscar as respostas que queremos, principalmente quando se trata de um assunto delicado como esse.
A hipótese que mais parece se encaixar nesse quebra-cabeça é a de que realmente são figuras religiosas ali retratadas nas enormes rochas maciças. Mas não podemos tomá-las como verdades inquestionáveis. Por isso cabe aos ufólogos, já que a maior parte dos cientistas e arqueólogos não o fazem, buscar as respostas e se questinar: e não fossem "deuses" ali? O que mais poderiam ser? Talvez extraterrestres, como acreditam os teóricos do antigo astronauta? Essa pode, de primeira vista, parecer a mais irracional das explicações, no entanto devemos ter em mente que os mistérios por trás dos Moais não são somente seu significado, mas sim, Como foram feitos?

Como foram feitos?

Recentemente, expedições arqueológicas feitas na Ilha de Páscoa revelaram que as esculturas lá colocadas, não foram simplesmente empurradas em cima da terra, mas sim, enterradas! Isso mesmo, os "Homens-pássaros" tem parte de seu corpo afundado na superfície.


Essa é a parte que mais intriga nessa história toda, pois durante décadas foi defendida a ideia de que os Moais teriam sido esculpidos em uma rocha tombada e depois simplesmente rolados durante metros e mais metros por troncos de árvores. E depois dessa fascinante descoberta, conseguimos mudar todo o jogo. Porque afinal, como eles teriam carregado esculturas (maiores do que pensávamos, algumas com 6 metros e mais de 20 toneladas) durante quilômetros e mais quilômetros para então escavarem, enterrarem e depois cobrirem essas obras? Mesmo nossa atual sociedade, com toda tecnologia a nossa alcance, teria uma enorme dificuldade para realizar tal feito, imagine então fazê-lo com mais de 880 estátuas? Seria uma loucura total!

Para onde foi todo mundo?

Não podemos deixar de lembrar que quando os descobridores da Ilha de Páscoa chegaram não existia nenhum nativo naquele pedacinho de terra com 24km de comprimento.
Então para onde foram todos? Isso permanece um enigma. Porém existe a teoria de que eles acabaram utilizando-se de todas as árvores da ilha para construir suas figuras religiosas, encadeando seu próprio fim.


Felizmente, aos poucos a comunidade arqueológica abre sua mente para um dos maiores mistérios deixados pelo homem. Cada vez nos aproximando da resposta, ou melhor, da confirmação.
Enquanto Erich V, Däniken já tomou a dianteira há cerca de 3 décadas atrás com o livro "Eram os deuses astronautas?", a arqueologia e ciência aos poucos começa a acelerar para poder alcançar a ufologia. Para que um dia, talvez a mais difícil pergunta já feita pelo homem seja respondida: "Estamos sós no universo?"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe do que é feito e como é feito o chiclete?

A Verdade Sobre Chris McCandless, “Na Natureza Selvagem”

Os seis pratos mais sádicos de todo o Mundo